Entra em cartaz Vic + Flo Viram um Urso: suspense e amor em drama lésbico

134
views

Premiado filme canadense apresenta a história de amor entre duas ex-presidiárias que precisam reerguer suas vidas   

Maira Reis

O espaço Itaú de Cinema e o CineSesc estão exibindo o filme canadense “Vic + Flo Viram um Urso”, vencedor do prêmio Alfred Bauer Preiss, no Festival de Berlim de 2013. A obra, dirigida por Denis Côté, é um suspense sobre duas mulheres envolvidas emocionalmente que se conheceram na prisão e precisam recomeçar a vida.

Em entrevista ao Estadão, o diretor declarou: “a trama de lesbianismo terminou por se impor. Comecei a pensar na história como de dois homens. Afinal, os personagens se conhecem da cadeia. Fazendo pesquisas, descobri que o número de mulheres heteros que desenvolvem vínculos homossexuais na cadeia e depois não querem voltar aos parceiros masculinos supera o de homens que permanecem no vínculo homossexual. Mas sabia que o assunto seria polêmico. Em toda parte, tem sempre uma lésbica que me questiona sobre a abordagem do meu filme”.

Quando Victoria Champagne (Pierrette Robitaille), 61 anos, é libertada da prisão, ela vai morar em uma cabana do seu tio no meio de uma mata e um agente do presídio (Marc-André Grondin) vai visitá-la a cada quinze dias porque ela se encontra em liberdade provisório, visto que tem uma sentença de prisão perpétua. Após algumas semanas, quem chega ao local é Florence Richemont (Valerie Donzelli), sua companheira de cela e de intimidade. Essa última é bissexual e tenta se adaptar à nova rotina tranquila e que envolve a sua relação com Vic e os seus desejos por outras pessoas.

Vic + Flo Viram um Urso

Na cabana, elas tentam reviver os prazeres da vida, como, por exemplo, dirigir um carrinho, brincar em uma piscina de plástico e de estar na natureza. Tudo transcorre perfeitamente, exceto pela inquietude de Flo com a vida parada e seus desejos sexuais. Mas elas se deparam com uma outra presidiária que vai lá cobrar as dívidas do passado.

O interessante de “Vic e Flo Viram um Urso” são suas belas imagens. A direção de fotografia é incrível, vale ressaltar a primeira cena, em que Vic se depara com dois meninos e um deles toca um trompete. A passagem, por si só, já apresenta o que o filme irá trazer: cada imagem surge como se fosse, literalmente, fotografias em filmes de uma vida que precisa ser reconstruída. Mas cada imagem bela é acompanhada de mais suspense e pela expectativa de que alguma coisa estranha irá acontecer a qualquer momento. E acontece… de forma trágica e intensa – o que é até desnecessário – as duas mulheres recebem “o troco” do destino. Nesse segundo, “Vic e Flo Viram um Urso” se torna um filme de terror (vale ressaltar que na minha sala, enquanto assistia ao filme, muita gente levantou e foi embora).

Contudo, basta fechar os olhos e esperar a cena acabar, pois, em alguns minutos depois, o desenrolar do filme é até que bem romântico – parecido com um juramento matrimonial: “na alegria e na tristeza, nem a morte os separe”.

Veja o trailer do filme “Vic e Flo Viram um Urso”:

Imagens: Divulgação. 

Entre para a nossa Área Vip Agora!

Receba GRATUITAMENTE mais conteúdos [email protected] no seu E-mail

Fique tranquilx, não fazemos SPAM. Somos contra essa prática. =)