Descubra o que visitar em Viena [Guia Completo]

53
views

Nesse texto, apresentamos tudo o que você precisa saber para se jogar na capital da Áustria

Imagine um boulevard no qual se encontram palácios e parques, muito próximos uns dos outros. Essa é a Avenida Circular de Viena, capital da Áustria. Aliás, é nesse local que ocorre a Parada do Arco-Íris Vienense (a forma gringa de intitular a Parada Gay), além da Maratona da Cidade. E o mais interessante é que essa Avenida completou, no dia 01 de maio de 2015, seu 150º aniversário! Ou seja, é quase 1/3 do aniversário do nosso Brasil Varonil só em uma avenida!

Por isso, se um dia você for a Viena, dedique um bom tempo para explorar o espaço onde há, especificamente, o Parlamento, a Câmara Municipal e a Universidade de Viena. É  nessa parte circular onde se forma o entorno do canal do Danúbio e pode ser vista uma arquitetura esplêndida.

Viena4
Mas o que vale a pena mesmo é passear pelo Vienna Ring Tram, uma espécie de bonde circular da cidade, que leva você a um passeio ao passado imperial: começa no amplo Palácio Imperial de Hofbur, que, como o próprio nome diz, já foi residência do Imperador e hoje abriga o Museu de Sisi, a Biblioteca Nacional (que conta com uma das salas barrocas mais lindas do mundo) e o Museu de História da Arte (que guarda a maior coleção de obras de Bruegel do mundo) e o Museu de História Natural (que contém várias obras de artistas de renome do século 20). E ainda tem muito mais.

Festivais para Todas as Tribos

Nessa sua ida a Viena, também não deixe de incluir no roteiro o Museu de Arte Moderna, o Museu Leopold (onde é possível ver obras de Schiele), a Casa de Ópera (conhecida no mundo todo por ter apresentações 300 dias por ano), o Museu de Artes Aplicadas / Artes Contemporâneas, onde é possível admirar preciosos artefatos culturais da Idade Média até a atualidade. Fora as Galerias de Arte, como, por exemplo, a Albertina, que abriga uma das coleções mais importantes do mundo (o conhecido “Beijo”, de Gustav Klimt, está exposto no Palácio Belvedere). E ainda tem o Palácio Barroco de Inverno do Príncipe Eugen von Savogen, que abre as suas portas para exibições de arte contemporânea.

Agora, para nós, que amamos cultura mais do que tudo nesse mundo, não podemos deixar passar em branco o concerto de Ano Novo da Orquestra Filarmônica, que, inclusive, é transmitido pela televisão. Além de uma esticadinha na Casa Estatal de Ópera e nos teatros de Viena – a Wiener Kammeroper e a Volksoper -, o Raimund Theater e Ronacher, que têm em sua programação grandiosos espetáculos de óperas, operetas e musicais.

Viena2

Dá para perceber que Viena é muito focada em apresentações clássicas, óperas, peças teatrais e bailes vienenses. Isso tem várias explicações. A primeira delas é óbvia: esta é a cidade natal de Wolfgang Amadeus Mozart; além disso, recebe do governo local incentivos para uma programação intensa de festivais durante o ano, como Wien Modern, Festa da Primavera,  Gürtel Nightwalk, Pop Fest da Karlsplatz e o Clubfestival Waves.

Agora se você não é muito fã de música erudita, há também no cronograma anual de Viena o JazzFest, o Eurovisiong Song e o Donauinselfest – um festival gratuito, ao ar livre, que atrai milhões de visitantes à capital e traz para a cidade os melhores DJs do mundo.

Hummmmm….

Se bater aquela fome, a cidade conta com estabelecimentos para todos os bolsos, desde luxuosos templos gourmet até quiosques de comida típica austríaca. Os “Beisl” vienense são restaurantes que servem comida caseira, desde “Schnitzel” (empanadas de vitelo) até “Kaiserschmarren” (um tipo de sobremesa de massa fria).

Nos restaurantes de alta gastronomia são apreciados vinhos Riesling e Weibburgunder produzidos aproximadamente em 700 hectares de vinhedos vienenses. Já os “Heuringen” são restaurantes que produzem vinhos e se localizam perto de Brinzing ou Nussdorf (nesse local, há um selo de Origem Controlada – DOC – devido ao uso de uvas viníferas que são plantadas e prensadas juntas).

O grande destaque da cidade é o restaurante “Wiener Kaffeehaus”, famoso por sua gastronomia fabulosa e foi considerado pela Unesco como patrimônio cultural da humanidade.

Viena1

Não podemos esquecer da tradição de Viena na área de cafés. Além de ter inúmeros, praticamente um em cada esquina, há de topos os tipos – desde o mais tradicional até os mais estilosos e modernos. Mas, se você quiser algo mais ainda diferente, experimente as confeitarias da cidade e suas delícias, como o “Gugelhupf” (um bolo macio de formato típico de Viena) e “Sachertorte” (uma refinada torta de chocolate com geleia de damasco).

Por fim, inclua uma ida gastronômica aos mercados vieneses, como o fascinante Naschmarkt, o Brunnenmarkt e o Rochusmarket, que ofecere os petiscos mais exóticos da cidade.

E não se esqueça de ficar de olho na programação local, pois sempre há um festival gastronômico no parque da cidade ou ainda semanas especiais em restaurantes durante todo o ano.

Onde gastar o seu dinheiro

Se você pensa em fazer compras, no Centro da cidade há pequenas ruas laterais nas quais é possível encontrar estabelecimentos de moda jovem e roupas criativas. Não deixe de passar na rua Mariahilfer Strabe, que é também outra boa opção.

Viena3

Na parte elegante da cidade, há o “Quarteirão Dourado”, local dos antigos comerciantes da corte de imperadores e reais.

Por fim, verde e mais verde

Para um merecido descanso, depois de percorrer o nosso roteiro cultural e almoçar em um dos lugares que apresentamos acima, que tal deitar em uma grama verde? Viena possui muitas áreas para relaxamento e apreciação da natureza. Na Zona Leste de Viena há uma floresta, o Parque Nacional e, no Oeste, há o pulmão da cidade: o Bosque de Viena.

E se tudo isso ainda não lhe convenceu, que tal saber que, em 2013, Viena foi considerada pela quinta vez consecutiva como a melhor cidade do mundo para viver?

Viena

Então… tchau Brasil!

Imagens: Vienna Info.

Entre para a nossa Área Vip Agora!

Receba GRATUITAMENTE mais conteúdos [email protected] no seu E-mail

Fique tranquilx, não fazemos SPAM. Somos contra essa prática. =)