Review: A primeira temporada de The Foster

58
views

Assistimos a primeira temporada do seriado e contamos aqui tudo o que chamou mais atenção

The Foster possui 21 episódios e, a cada novo vídeo, parece que nunca irá finalizar a primeira temporada. Com essa frase, podíamos até resumir a série, que é produzida pela cantora e atriz Jennifer Lopez e exibida pela ABC Family (e considerada um dos programas televisivos mais queridinhos dos norte-americanos nos últimos meses). Contudo, The Foster vai além… Primeiro, porque o roteiro é original e os atores, em sua maioria pré-adolescentes, até que são, digamos, ‘bonzinhos’ para os papeis que interpretam.

The Fosters

A história é sobre um casal de lésbicas – uma delas é a policial Stef (Teri Polo, de Man Up) e a outra é a vice-diretora de uma escola particular Lena (Sherri Saum, de Rescue Me) – que enfrenta diversos desafios para manter uma família com cinco filhos, dois deles adotados e outros dois em processo de adoção. Além disso, nos últimos episódios dessa temporada, Lena resolve engravidar.

the foster as lesbicas

O centro das atenções do seriado é uma menina que elas estão tentando adotar e que enfrenta diversos problemas, a Callie (Maia Mitchell). Nos primeiros episódios, Callie demostra ao casal que precisa ficar com o seu irmão mais novo, Jude (Hayden Byerly), pois ele está morando em uma casa com um homem, que tem um perfil de uma pessoa exploradora. Após essa etapa, que Callie e Jude estão juntos, a moça se envolve com um dos filhos das lésbicas, o pianista Brandon (David Lambert, de Aaron Stone). Do meio para frente dessa temporada, Callie parece mais ‘domada’ até porque ela passa por um longo período em uma casa para recuperação de meninas que cometeram pequenos delitos. Mas por que ela vai parar nesse local?  Não vamos contar aqui, deixamos você com curiosidade para (quem sabe?) assistir a essa temporada.

Maia-Mitchell+the fostr

A parte LGBT do seriado começa quando Stef, em um flashback, que é divorciada de um colega de trabalho que é pai de Brandon, o policial Mike (Danny Nucci, de The Booth at the End), resolve contar sobre a entrada de Lena em sua vida para ele. Há um DR (discussão de relacionamento) entre os policiais, mas nada que seja longo, entediante e atrapalhe o seriado.

Um episódio que vale a pena assistir é quando Jude percebe que gosta de um jeito diferente do seu melhor amigo da escola. Ele pinta algumas unhas de sua própria mão e Callie o recrimina por tal atitude. Na escola, com as unhas pintadas, o rapaz sofre preconceito, mas o rapaz que ele gosta o ajuda e, no dia seguinte, aparece na aula com as unhas também esmaltadas. Já no final da temporada, Jude diz para Lena que sente ciúmes desse menino e a resposta da mulher e mãe é uma das melhores e mais bonitas falas da temporada.

TERI POLO, HAYDEN BYERLY, SHERRI SAUM

A troca de carinho entre as duas mulheres em casa, em diversos pequenos momentos dessa temporada, é muito linda. É aquele tipo de relacionamento que você pode achar que ‘só existe nos livros’.

Outro diferencial do The Foster é como tratam a relação do casal com os seus filhos. Os problemas familiares dos pré-adolescentes podem ser iguais aos que acontecem nos demais lares de casais héteros, porém, a maneira como os superam é que irá mudar toda a história. Ao trazer a conversa e o amor como ferramentas essenciais para resolver quaisquer impasses existenciais, os roteiristas não só acertaram, como também dão um bom exemplo para o público sobre como se deve viver a vida.

E, o mais engraçado é que dá vontade sim de pertencer aos Foster, ou pelo menos, ser amiga deles, pois é uma família que gosta da sua família e não poupa esforços para mantê-la unida.

Imagens: Divulgação. 

Entre para a nossa Área Vip Agora!

Receba GRATUITAMENTE mais conteúdos [email protected] no seu E-mail

Fique tranquilx, não fazemos SPAM. Somos contra essa prática. =)