Os Bastidores do Processo Criativo de um Tatuador Famoso Queer

8
views

 

Entrevista internacional com o tatuador famoso Brody Polisnky que conta os seus objetivos e como é o seu trabalho, leia!

 
Um dos nomes mais fortes da tatuagem internacional, Brody Polisnky cresceu no Canadá e, no decorrer de sua vida, percorreu vários países numa jornada de espiritualidade e cura pessoal.

Ele é mundialmente conhecido por seus padrões exclusivos e surpreendentes, sempre realizados com tinta preta, que, segundo afirma, são captados por meio de rituais específicos, capazes de traduzir a essência daqueles que por ele são tatuados e a ele oferecem sua pele como tela.

Situado em Berlim, seu UNIV ERSE Studio é um dos pontos centrais da comunidade queer da cidade.

enter image description here

Lá, pessoas LGBTs, assim como qualquer outro cidadão, se sentem à vontade para se expressar livremente, em um ambiente receptivo e livre de preconceitos.

Acompanhe, a seguir, o bate-papo exclusivo com tatuador famoso Brody Polisnky, um dos grandes nomes da arte LGBT da atualidade:
 
enter image description here 

Reversa Magazine: Você acredita ser capaz de criar novos caminhos de expressão para as pessoas que por você são tatuadas? Você sente que pode mudar seus sentimentos e energia?

 
Brody Polisnky: As pessoas querem ser tatuadas por muitas razões pessoais, particularmente para gerar transformações e para adornarem a si mesmas.

É importante que haja essa troca de energia permanente em um espaço queer seguro e privado.

enter image description here
 

Reversa Magazine: Muitas pessoas o veem como um artista que não é apenas um tatuador, mas como alguém que está transformando as formas como a arte da tatuagem é vista atualmente. Como você se sente em relação a isso?

 
Brody Polisnky: Fico honrado e me sinto humilde.

Também gostaria de citar outros profissionais que fazem o mesmo, como Michele Servadio, David Schiesser e Nomi Chi, apenas para citar alguns.

enter image description here 

Reversa Magazine: Os padrões que você cria são únicos, exclusivos. Conte-nos sobre as referências, inspirações e visões criativas que mais contribuíram para a construção de sua própria identidade artística.

 
Brody Polisnky: Certos rituais desenvolvidos (aqui e enquanto estou na estrada) permitem que o meu processo criativo seja espontâneo, não forçado.

Eu costumo acessar padrões singulares, sem gênero e não-adaptados culturalmente para marcar a tela [pele] humana.

Encontrar corpos onde esses padrões possam ser marcados através da dor muitas vezes é algo que representa a cura para nós dois [tatuador e tatuado].

enter image description here 

Reversa Magazine: E quanto à sua conexão com a comunidade queer? Muitas pessoas LGBTQ querem ser tatuadas por você? Quais são os motivos que causam essa identificação?

 
Brody Polisnky: É minha responsabilidade ser transparente sobre a minha própria identidade e necessidades e, como tal, criar esse espaço para que a minha comunidade possa dar continuidade e cultivar.

O UNIV ERSE Studio é inclusivo, para todos, independentemente de sua sexualidade ou gênero.

A porta se abre para um humano por dia, sem que haja outras distrações.

Assim, presto minha homenagem ao seu compromisso e confiança, especialmente porque muitas vezes não nos encontramos anteriormente, não há consultas prévias.

Para aqueles que procuram o UNIV ERSE porque eu sou transparente sobre minha identidade, é fundamental dar espaço para que possam comunicar a dor de se sentirem “outros” no mundo.

Percebo que isso é um fio comum…

enter image description here 

Reversa Magazine: Ainda sobre o estúdio UNIV ERSE… Ele é um local especial para as pessoas LGBTQ, onde elas podem se sentir confortáveis e seguras para serem o que são. Quando e por que o estúdio foi criado?

 
Brody Polisnky: Eu não estava pronto para me sentir confortável na minha própria pele por muitos anos, de modo que estar engajado em alguma das comunidades por mim escolhidas (tatuagem, skating, ciclismo) foi algo polarizador.

E isso é algo especialmente importante para a tatuagem.

Continuo progredindo e os clientes acabam vindo de cada uma das áreas de interesse na minha vida, de forma mais natural.

Depois de muitos anos passando por outros estúdios ao redor do mundo, encontrei, há três anos, este espaço para o UNIV ERSE Studio, em Berlim.

Reversa Magazine: Além da tatuagem, que tipo de arte o move?

 
Brody Polisnky: Eu sou movido por livros, música, arquitetura, skate, seres humanos, bicicletas, amigos, natação, pintura a óleo Renascentista, comida, meditação…

Reversa Magazine: Você usa alguma tinta (aliada ou não à técnica) exclusiva? Os pigmentos são tão pretos e brilhantes!

 
Brody Polisnky: Eu uso apenas a tinta preta que sempre usei, e na minha própria pele.

A técnica é muito específica…

Tudo o que posso dizer é:

Venha fazer uma tatuagem, aí você verá!

Reversa Magazine: Os padrões que você cria são exclusivos para cada tatuagem? Você pode contar sobre o processo, desde o primeiro contato dos clientes até que a tatuagem seja finalizada? O cliente chega com uma ideia inicial e a partir dela você começa a criar os padrões?

 
Brody Polisnky: Cada padrão é desenvolvido espontaneamente e em colaboração com o cliente, no dia da tatuagem.

É vital ter a personalidade, a energia e a arquitetura do seu corpo para criar o padrão personalizado.

Eu tatuo cada padrão apenas uma vez, é um design para cada humano.

enter image description here 

Reversa Magazine: Você pretende fazer alguns tours pelo mundo pra que mais pessoas possam ter a oportunidade de conhecerem o seu trabalho? Já pensou em vir ao Brasil?

 
Brody Polisnky: Eu joguei minha toalha em relação a viagens depois de sete anos de viagens incessantes e visitas a muitos locais.

Agora é hora de fincar raízes em Berlim.

Fico muito honrado em saber que muitos têm viajado só para vir ao estúdio UNIV ERSE.

Tanto os turistas como os locais são muito bem-vindos em qualquer época do ano.

 

Reversa Magazine: Atualmente, quais são os seus planos?

 
Brody Polisnky: Quero manter as coisas simples.

Planejo acordar todas as manhãs mais saudável do que no dia anterior e continuar a aprender a ser um humano presente no mundo.

Há quinze anos estou limpo e sóbrio, e nunca na vida me senti mais vivo.

Imagens: Brody_Polinsky.
 

Ah… Antes de Ir Embora, Cadastre o seu E-mail Abaixo:

 

Entre para a nossa Área Vip Agora!

Receba GRATUITAMENTE mais conteúdos [email protected] no seu E-mail

Fique tranquilx, não fazemos SPAM. Somos contra essa prática. =)